Cinco razões para ler Augusto Cury

8 de janeiro de 2018 | por André Sequeira

Honestidade acima de tudo

Augusto Cury preza em as suas obras por ser sincero em todos os aspectos. Desde títulos mais técnicos quanto os mais íntimos, ele analisa sempre mostrando e provando os pontos positivos e negativos. Para ele, desvirtuar situações complicadas só prejudicará todos no fim das contas. Em O homem mais inteligente da história e O homem mais feliz da história, por exemplo, ele fala abertamente dos medos e mazelas da humanidade, sem, em momento algum, amenizar estes aspectos negativos.

 

Equilíbrio na análise dos temas

Cury nunca é taxativo sobre algo. Nenhum dos assuntos apresentados é de tal forma simplesmente “porque é”. Ele prova seus argumentos e promove no leitor um debate interno, sempre para que este veja todos os lados das questões apresentadas. O autor não deseja estar certo, mas apresentar um panorama real das situações. Comprove isso em A sabedoria nossa de cada dia e Dez leis para ser feliz.

 

Teorias comprovadas na prática

Todas os livros do autor são resultado de muito estudo e várias experiências. Cury age como um explorador, aquele que busca todas as variáveis que possam comprovar suas teses. Para ele, não basta escrever teorias e mais teorias, o importante é validar o que escreveu e mostrar os conclusões de sua viagem exploradora. Veja mais em Os segredos do Pai-Nosso e O homem mais inteligente da história.

 

Leitor é a parte mais importante do processo

Um dos objetivos de Augusto Cury em todas as suas obras é tornar cada um dos leitores protagonistas das próprias vidas. Para ele, todos podem ser quem desejarem, sem exceção alguma. Basta equilíbrio e muita força de vontade. Além, é claro, de uma lista de títulos incríveis, como O mestre da vida, Pais brilhantes, professores fascinantes e Nunca desista de seus sonhos.

 

Revolução é parte essencial do processo

Além de honesto, sensível e muito estudioso, Augusto Cury é, acima de tudo, um revolucionário. Ele foi o primeiro a abordar certos temas na literatura e, talvez por isso, seja hoje um dos autores mais vendidos no Brasil e ter sido publicado em mais de 70 países. A coleção iniciada com O homem mais inteligente da história e O homem mais feliz da história e Revolucione sua qualidade de vida são provas concretas disso.

TAGS:

Conteúdo Relacionado

Seis conselhos importantes de Rhonda Byrne em “O poder”