Seja amigo de suas emoções

17 de novembro de 2017 | por André Sequeira

Já se pegou pensando que a vida está passando e você não consegue aproveitá-la da melhor maneira? Quando reflete sobre esta questão você se percebe num caminho sem volta?

Se a resposta é sim para ambas perguntas, fique tranquilo, essa sensação é mais comum do que você imagina. Somos muito exigidos pelas tarefas profissionais e do lar, além da presença frenética cada vez maior da internet e das redes sociais em nossas vidas. Assim, em que momento paramos e meditamos sobre os problemas e as ansiedades?

Esta era, particularmente, minha realidade até me deparar com o livro As coisas que você só vê quando desacelera, de Haemin Sunim, mestre zen-budista sul-coreano que ajuda, hoje, milhares de pessoas com seus conselhos e aulas ao redor do planeta. E, se você pensa tratar-se de “mais um livro sobre meditação e assuntos abstratos”, saiba que está redondamente enganado.

Esta obra, antes de mais nada, prova a importância em desacelerar nesta vida moderna e agitada em que estamos inseridos e, também, mostra a arte de manter bons relacionamentos e cultivar a autocompaixão. Segundo o autor, atingir tais objetivos é essencial para uma vida mais segura, saudável e, claro, mais produtiva.

As coisas que você só vê quando desacelera mostrou-me, desde o início, que eu estava levando a vida de forma torta, sem me ater ao que realmente importava. As emoções sobrecarregavam-me, principalmente, as negativas. Aprendi, então, a lidar de maneira consciente com elas, como com a raiva, a inveja e as decepções inevitáveis do dia a dia. Segundo o autor, todos precisamos apenas observar essas emoções e deixar que se sedimentem e se transformem por si só. De dentro para fora. E não lutar jamais contra elas. Apenas observá-las e ser seu amigo. Tudo em silêncio, sem desespero. Elas vão mudar sozinhas.

Este livro não sairá da sua vida nem após a derradeira página. Um daqueles que você fará questão de levar na bolsa, no bolso ou na mão mesmo. O importante é estar ao seu lado em todos os momentos em que precisar de um acalento, de um parecer. Acredite, comigo está sendo assim. Falo isso, porque, além do texto tradicional de qualquer obra, o mestre zen-budista colocou muitos dos seus pensamentos e conselhos, todos separados por temas e situações. Importante ressaltar: todas as reflexões vão se encaixar em alguma situação de sua vida.

Aqui você vai encontrar o caminho para o autoconhecimento, e compreender por que nos desesperamos com a realidade. O autor abre nossos olhos, como quando nos mostra que as pessoas reagem à mesma situação de formas diferentes e que, se analisarmos mais de perto, veremos que não é determinada situação que está nos incomodando, e sim, a forma de enxergá-la.

As coisas que você só vê quando desacelera foi um sucesso antes mesmo de ser lançado. Depois do sucesso de suas postagens no Twitter e Facebook, em que ajudou diversas pessoas no mundo, Haemin Sunim foi procurado por editoras com a proposta de transformar seus escritos num livro. O resultado não poderia ter sido mais honesto e engrandecedor. Depois de três anos no mercado, a obra já havia vendido mais de 40 milhões de cópias só na Coréia. Hoje, traduzido para dezenas de idiomas, é considerado pelos especialistas no assunto como um dos trabalhos mais importantes e úteis já escritos.

Vale destacar o lindo trabalho gráfico da obra. Entre textos e pensamentos, encontram-se ilustrações de Youngcheol Lee que darão leveza essencial a temas que, em certos momentos, tocarão na ferida dos leitores. Além disso, impresso em capa dura e em tamanho menor do que o habitual, torna-se perfeito para estar sempre ao nosso lado.

Imagens retiradas do miolo do livro

TAGS: