Cinco importantes aprendizados do livro “Como vencer gigantes”

10 de julho de 2017 | por André Sequeira

Existem três tipos de gigantes: evitáveis, criados, imaginários

O primeiro tipo engloba aquelas situações em que você poderia negociar uma saída antes de um confronto, por exemplo, uma guerra. É essencial saber com quem está lidando. O segundo traz situações como as que os fumantes, que, mesmo sabendo do risco do câncer, não largam o cigarro. Ou aquelas que se aventuram em apostas por dinheiro tendo conhecimento do risco do vício. Já o terceiro trata de situações em que ficamos paralisados, ansiosos e desesperados diante de obstáculos que não existem, como uma tragédia que pode não chegar. Segundo os autores, é fundamental não perder tempo imaginando tragédias.

 

O medo aumenta o tamanho do gigante

Todos vivem aterrorizados com brigas familiares, conflitos no trabalho, falta de dinheiro, doenças que podem se agravar. Já parou para pensar que o maior problema talvez não seja o gigante, o obstáculo, mas sim o medo que o imobiliza? Este medo, por exemplo, impedia Israel de desenvolver uma estratégia para derrotar Golias. Não maximize o gigante, maximize você. Não aceite crenças limitadoras nem dê ouvidos às palavras de pessoas pessimistas. Acredite que, com trabalho e tempo, coisas maravilhosas acontecerão.

 

Gigantes podem ser derrotados

Diferentemente do imaginado, tamanho não é documento e não garante a vitória. O importante é não tentar parecer o que não é de verdade. O pequeno obtém mais sucesso quando assume sua realidade e a utiliza de forma inteligente e otimizada. Conheça não só os pontos fracos, mas, também, os fortes do seu oponente.

 

Distancie-se para ver melhor

Sempre que puder, mude a perspectiva de análise. Às vezes, você precisa estar de fora para perceber a situação como ela é. Davi, por exemplo, não fazia parte do exército de Israel e, por analisar a realidade de outro ângulo, conseguiu o que ninguém havia tentado, talvez, por puro medo. Ou seja, os soldados aumentaram o tamanho do gigante e deixaram o horror os imobilizarem.

 

Não se engane, é importante que os gigantes surjam o tempo todo

As pessoas só evoluem quando enfrentam os desafios da vida, quando passam de um problema para outro. Segundo os autores, “enquanto você não vence um gigante, outro não aparecerá.” Depois que exterminá-lo, os seguintes não parecerão mais tão assustadores. No fim da vida, você perceberá que tudo que conquistou foi resultado das lutas que enfrentou.

 

Conheça o livro:

TAGS: