A corrente tem a força de seu elo mais fraco

8 de maio de 2017 | por André Sequeira

O que é uma árvore? Teríamos mais consideração por ela se soubéssemos que, em muitos aspectos, se parece com os humanos?

Desde criança ouvimos que o Reino Vegetal é composto por seres vivos que nascem, crescem, reproduzem-se e morrem, como fazem todos os animais. Por outro lado, a maioria das pessoas considera os vegetais apenas objetos que decoram o mundo e nossas casas. Elas não observam com atenção ou simplesmente não se importam. E se você descobrisse que as árvores estão mais próximas dos humanos do que todos imaginam? Ou que elas pensam, agem e se protegem, mutuamente, de forma, se não consciente, por total instinto?

Tudo isso foi comprovado por anos de estudo do engenheiro florestal alemão Peter Wohlleben, que compilou informações inacreditáveis em A vida secreta das árvores, sucesso mundial de vendas e publicado em quase 20 países. Esteja preparado para uma das leituras mais incríveis de toda a sua vida.

Em primeiro lugar, a obra foi escrita para saciar as curiosidades de leigos e especialistas com informações já conhecidas a respeito do tamanho e da reprodução, mas também de colaboração, apego e parceria entre as árvores. Em segundo, o autor não quis escrever um livro didático sobre o Reino Vegetal, mas falar das questões “sigilosas” da relação entre estes seres e o meio onde vivem. Com uma linguagem fácil e acessível, o leitor ficará maravilhado e nunca mais entrará num parque ou numa floresta da mesma maneira.

Ao longo das quase 250 páginas, Wohllben cita muitos exemplos de como o comportamento das árvores assemelham-se ao modo de agir dos humanos. Até linguagem elas possuem, não com fala, obviamente, mas com o odor, usado, inclusive, para alertar outras árvores de perigos que se aproximam. A vida secreta das árvores surpreende ao analisar três características importantes, preservação, maternidade e comunidade. E aí que fica mais interessante: ao começarmos a entender melhor esse mundo, começamos a compreender melhor o local que habitamos.

Assim como os humanos, as plantas pensam na preservação da sua espécie: escolhem o melhor alimento e quando deverão consumi-lo; estudam predadores e como se defender da melhor forma; aprendem como lidar com cada estação do ano; e, entre muitos outros aspectos, sabem quando a morte está se aproximando – o que facilita na preparação para deixar os semelhantes “avisados”.

E o espírito maternal, tão importante para grande parte das mulheres de nossa sociedade? Sim, as árvores também possuem tal sentimento. Quando a nova geração está se ambientando e aprendendo a sobreviver – período que pode se estender por mais de 100 anos em determinadas espécies -, a mãe envia, por meio das raízes (tido como o cérebro), mais nutrientes e água do que nos anos restantes. Elas simplesmente sabem que isso é fundamental na fase inicial da vida. Como? Uma mãe consegue responder isso sem dificuldade.

Contudo, mesmo com todas essas informações incríveis, o que pode impressionar mais o leitor é o sentimento de comunidade. Elas se ajudam e compartilham nutrientes; escoram-se umas nas outras para como proteção ao vento e ao frio; além de diversas outras situações. E, claro, assim como ocorre conosco, também há rivalidade quanto às melhores condições disponíveis. Este sentimento comunitário também aparece entre árvores e demais criaturas, como fungos, pássaros, musgos. É inacreditável comprovar tudo isso. Para elas, não interessa de onde você vem, para se viver em paz e harmonia todos precisam se ajudar.

Após A vida secreta das árvores, você terá plena condições para responder a questão do início deste texto –  O que é uma árvore?. Não como um biólogo, mas como um semelhante, alguém que agora entende mais deste incrível universo. Talvez, esta seja a primeira vez que muitos verão as árvores de forma realista.

Uma obra fundamental, inclusive, para entendermos a nossa própria sociedade, que hoje necessita cada vez mais de colaboração de todos e de um maior sentimento de comunidade, de solidariedade.

OUTRAS LEITURAS RECOMENDADAS

Oqueocancermeensinou_CapaWEB

O que o câncer me ensinou, de Sophie Sabbage 

capa Tolle natureza Q8 8mm_Layout 1

Em harmonia com a natureza, de Eckhart Tolle

FlorestaEncantada_9mm.indd

Floresta encantada, de Johanna Basford

 

TAGS: